Sábado, 1 de Setembro de 2007

Oh!? ...se era p'ra isto, mais valia 'tares 'sugadito, pá!

Cap. II
Estrangeiradas em video

(em inglês: Strange high rates in vitro)


Sim, é desta, este é o tal 2º capitulo que teimava em não aparecer, o malandro!

Vamos lá ver se sai alguma coisa de jeito, pois enquanto escrevo, 'tou a assistir ao divertido e informativo The Totally RAD Show. Se não conhecem, estão bem a tempo de conhecer. Mandam umas chalaças, fazem umas palhaçadas, enquanto falam sobre filmes acabados de sair (ou em vias de), series de TV, livros e banda desenhada (Comics), mas tudo do ponto de vista de 3 dudes da west-coast, que são.

Bem, comecemos:

No inicio havia o caos

(yup, acho que isso até está escrito por alguém algures, portanto deve ser verdade). Depois, aos poucos, uns valentes aventureiros, lembraram-se de pegar numas camcorders, gravar, digitalizar e comprimir o video com alguns dos codecs que na altura começavam a aparecer e que permitiam disponibilizar alguns minutos de som e video em tamanhos aceitáveis para quem já tinha algo parecido com a versão pré-histórica da banda larga (ou não).

Esquema de rede peer-to-peer


Nesta altura também, começaram a aparecer os primeiros programas de P2P que permitiam partilhar esses ficheiros sem provocar uma grande sobrecarga de recursos para quem os queria partilhar (já bastava o esforço de os produzir) e distribuir gratuitamente (sim, porque o P2P não serve exclusivamente para trocar cópias ilegais... há gente que se esquece disso, não sabe ou então não quer saber).

O BitTorrent ganhou grande tracção neste tipo de produções de baixo custo, muitas amadoras ou feitas por profissionais nos seus tempos livres com recursos e material de produção modestos, pessoais ou emprestados.
Pois é, o BT, como protocolo P2P de transferência de ficheiros que é, permitia a tal poupança de recursos que falei.

Ora, foi durante este período de constantes mudanças e evoluções nestas areas que me deu na cabeça investigar se havia alguém, algures na net, que se tivesse lembrado de disponibilizar ficheiros de video com programas ou episódios, parecidos com o que se via na TV, mas na e para a net. Se há malucos para tudo neste mundo, porque não haveria para isto também?

E não é que havia mesmo ? :D



c|netCNET TV

Já não me recordo por que ordem é que fui achando, mas lembro-me de no inicio ver os videos de noticias, analises ou entrevistas que timidamente a c|net começava a disponibilizar no seu site. Talvez como resposta à iniciativa da rival ZDnet, com a sua ZDTV.

Mas ainda não era bem aquilo que procurava, se bem que já era engraçado, poder ver video semi-regular p'la net, sobre algo que me interessava, ou seja, na altura, o que houvesse sobre tecnologia e outras coisas que tais, já que a TV por cá fazia um muito mau serviço em relação a isso.

Logotipo da extinta TechTV

Lembro-me também de me ter apercebido, pelo que lia nos foruns e n'alguns canais de IRC, que existia uma TechTV (sucessora da tal ZDTV). Heish... já imaginaram ? Um canal de TV com 24 horas de programação geek, por geeks, pr'a geeks :D ...aquilo era um manancial de gadgets novos, antigos, produtos futuristas, coisas do passado recente, entrevistas, sessões de esclarecimento, dicas, enfim... era um não acabar de programas que não havia forma de aceder aqui neste cantinho da Europa (pelo menos p'ra mim).

Gamespot.com

Não tenho a certeza, mas penso que terei também descoberto por essa altura o On The Spot (que já falei anteriormente), numa altura em que a industria de jogos me começou a despertar algum interesse. Não que seja um grande jogador, mas a industria em si, é algo que me começou a fascinar, pois concordava com algumas previsões que um dia poderia ultrapassar a industria cinematográfica na area do lazer e do entretenimento, o que veio a acontecer.

Mas eu queria mais... e mais descobri! Diga-se que, a muito custo, no inicio, pois na altura ainda ninguém sonhava com o RSS, nem com a noção de audio podcast, muito menos a ideia de algum dia ser normal distribuir com regularidade segmentos de video ou audio, baseados (ou não) num protocolo standard aceite e usado por todos, como são as várias variantes dos RSS feed com suporte de inclusão de referências a ficheiros (i.e. enclosures) que felizmente temos hoje.

Bom, então, como é habitual nestas coisas da web, das primeiras buscas no Google, fui parar a páginas ou a fóruns onde por sua vez se comentavam sobre outras páginas, elas então fonte e/ou repositórios de pseudo-programas ou series feitas por pessoal que tinha vontade de  aproveitar o potencial da internet para distribuir o que lhes tinha dado prazer a produzir em termos de video.

Alguns desses programas, eram resultado duma cultura underground de geeks com alguma experiência em produção multimédia, misturada com o underground da hacker-scene, fosse ela cinza, preta ou "creme" (i.e. grey-hats, black-hats, white'ish-hats).

Hack TV - Pilot Episode - 17 de Agosto de 2003

Foi assim que tropecei em coisas como HackTV, InfonomiconTV, From the Shadows, ThePacketSniffers, RetroCore (alguns dos sites já nem existem, outros modernizaram-se ou actualizaram-se, adoptando os agora habituais RSS feeds), The-Glitch (exemplo dum site que desapareceu mas que consegui achar o Ep.2 no Google Video), TheBroken (onde vi pela primeira vez o Kevin, ainda ele nem sonhava em criar a Revision3... ou se calhar já), etc...

The Scene - Ficção em video, para descarga gratuitaDestaco também o The Scene, que era uma serie com uma produção algo original (picture in picture, screengrab sobre imagem da webcam do personagem em cena) e algo d'acordo com a realidade do que era estar na net nessa altura (deveriam ter usado IRC em vez do MSN, mas ok), sobre as tramas dum grupo fictício de releases ilegais de filmes na net, ou seja, sobre o que hoje os media e a sociedade em geral convencionou chamar de piratas.
O conhecido Jolly Roger, bandeira tradicionalmente ligada aos Piratas

(E eu convencido que um pirata era alguém que retirava de outrém algo de valor através de actos de extrema violência... mas enfim... se calhar deviam ir dar umas voltas de barco por certas zonas dos mares asiáticos para então saber o que realmente é um bando de piratas)


Enfim, não me lembro de todas as fontes que no inicio me saciaram a minha sede por episódios ou programas sobre assuntos que nunca conseguiria ter acesso nos canais normais de televisão, mas sei que através de alguns, fui tendo conhecimento de outros, principalmente quando eram produzidos por ex-trabalhadores da TechTV, pois acabavam por mencionar as iniciativas uns dos outros, bem como convidarem-se uns aos outros para aparecerem e ajudarem nos shows, iniciativas e projectos de cada um.

Foi assim que acabei por conhecer os projectos de Kevin Rose, Leo Laporte, Patrick Norton, John C. Dvorak (este já conhecia da PC Magazine, claro), Morgan Webb (que só recentemente abraçou o mundo do video podcasting através do seu WebbAlert), etc...

Logótipo da DL.TV

Rápidamente assistia assiduamente a coisas como DL.TV (ex-DigitalLife.TV, mas como se aperceberam que isso provocava confusão com outra iniciativa do mesmo nome, então mudaram para DL.TV simplesmente), MobuzzTV, RocketBoom, Systm e com o advento do tal RSS enclosures e a popularidade da noção de podcast e video podcast, o numero de iniciativas e de publico aumentou também.


Bom... acho que por hoje já chega. Isto já vai longo, e de certeza que metade já desistiu no inicio, um quarto adormeceu a meio, e o resto pergunta-se porque raio é que ando eu a falar de video podcasts estrangeiros num blog em português.

Mais sobre isto e muito mais em proximos capitulos deste Especial Podcasting...

sinto-me:
música: Camera Obscura - If looks could kill
publicado por Koshdukai às 21:37
link do post | comentar | favorito
|

:)

:pesquisar

 

:Tweetments... :P

:Agosto 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

:posts recentes ^ topo

: Hybrid Heart - A SciFi No...

: Feliz 2016! :D

: 2013 ...yah :)

: Feliz 2012 :)

: Em equipe que ganha não s...

: E foi sim senhor, foi mai...

: Um 2009 mais feliz :)

: Merry Xmas, oh oh oh! :)

: "Como Compreender as Mulh...

: E isto não é o telejornal...

:arquivos

: Agosto 2016

: Janeiro 2016

: Maio 2013

: Janeiro 2012

: Janeiro 2011

: Dezembro 2009

: Dezembro 2008

: Novembro 2008

: Outubro 2008

: Setembro 2008

: Agosto 2008

: Julho 2008

: Abril 2008

: Março 2008

: Dezembro 2007

: Novembro 2007

: Outubro 2007

: Setembro 2007

: Agosto 2007

:tags

: todas as tags

:mais sobre mim

:favoritos

: Clara no Metro

:subscrever feeds