Quarta-feira, 26 de Novembro de 2008

Bruno Aleixo

Palavras para quê, é um artista português:

 

Aleixo na Escola

 

Os conselhos que vos deixo

 

sinto-me:
publicado por Koshdukai às 01:15
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 22 de Novembro de 2008

Um "MtUI" feito como deve ser!

.---------------------.
| UI: User Interface  |
| GUI: Graphical UI   |
| TUI: Touch UI       |
| MtUI: MultiTUI      |
'---------------------'

 

 

Já sigo há algum tempo as demonstrações e a evolução dos conceitos e projectos de Jeff Han na Perceptive Pixel.

Um sub-conjunto destes conceitos e gestos são hoje do conhecimento geral, devido ao iPhone e ao Microsoft Surface.

 

(eis a apresentação do projecto em 2006, por Jeff Han na TED)

 

Embora sabendo de muitos projectos desenvolvidos em paralelo pela Microsoft, que exploram tecnologias alternativas de captura dos gestos e toques (por exemplo, através de camaras, como no Surface ou no projecto TouchLight), sempre tive a sensação que a tecnologia utilizada por Jeff Han era a mais precisa e por isso, permitia uma interacção mais natural.

 

E é aqui que começa o problema... ou seja, como a Apple e a Microsoft são "os grandes conhecidos" e fazem uma festa com meia-duzia de conceitos e os apresentam mal ou implementados de forma simplista ou pouco natural e complicada de usar, os conceitos de abrir um MtUI às massas poderá revelar-se um grande falhanço.

 

Apercebi-me disto quando vi a demonstração das capacidades MtUI já incluidas na proxima versão do Windows, o Windows 7, usando como referência um HP TouchSmart PC.

 

Quem observar atentamente a demonstração, nota muito bem a imprecisão do sensor de toque da HP, bem como a forma estranha e pouco natural do comportamento das aplicações ditas "MtUI enabled" ou "aware" (reparem na lentidão da resposta e nos "tremeliques" que acontecem constantemente no que pode ser mexido).
 

(eis outra demonstração do Windows 7, num laptop)

 

Este tipo de simplificação e (por vezes até) má aplicação dos conceitos, lembra-me o que aconteceu nos primórdios do aparecimento da GUI na Xerox PARC, em Palo Alto, onde Steve Jobs viu o que foi feito "por fora" sem ter paciencia para entender todos os conceitos que a suportavam e lhe tinham dado origem. Muitos desses conceitos nascidos em parte no Augmentation Research Center, de Douglas Engelbart (conhecido como o "pai" do mouse)

(...e não disse "pai do rato" porque ainda confundiam o homem com o Walt Disney!)

 

O que ele viu (e mais tarde Bill Gates também) foi... um ecran gráfico, um rato, um cursor do rato, botões, janelas, menus e... pronto, basicamente, foi o que lhe interessou imitar no Lisa, e depois na versão ainda mais simplificada, no Macintosh.

Escusado será falar do mesmo que se passou com o DR GEM e com o MS Windows 1.0 (que nem subreposição de janelas suportava) e seguintes versões...

 

Ora, é isto que espero não vir a acontecer com esta mais recente evolução no interface homem-máquina.

 

O tempo o dirá... uma coisa é certa, de todas as demonstrações que vi até hoje (e tenho visto bastantes), que em termos de produtos finais mais visiveis se traduzem hoje em dia no iPhone, no Microsoft Surface ou no HP Touchsmart a correr Windows 7, nenhuma dá a sensação de um interface tão natural de usar como os produtos desenvolvidos por Jeff Han.

 

Não posso terminar sem mencionar o que se está a passar em Portugal, na Universidade de Aveiro com o Decatouch, algo que me deixou curioso e que tentarei acompanhar :)

sinto-me:
publicado por Koshdukai às 01:12
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Sábado, 15 de Novembro de 2008

"O Homem que copiava"

Cinema!
\o/

 

 


Não esquecer que dá p'ra meter em fullscreen, ok? :D
(ah! este filme gasta-vos 353MB de consumo)

 

 

Bem, e agora um bocadito de paleio e tal :P

 

Ora, estava eu à procura dum video fixe no Joost para mostrar/testar a novidade deles, o embedding...

(estes termos fazem-me sempre lembrar do "encorning" dos Gatos Fedorento xD)

...vai daí, dei de caras com um "trailer" (pensava eu) dum filme brasileiro.

 

Comecei a ver e... comecei a gostar cada vez mais, ao ponto de achar que devia estar quase a terminar (o suposto "trailer").

 

Dei por mim a pensar várias vezes "ah, a seguir a esta cena, deve terminar" e nada... não terminava.

 

Eis senão quando se me fez luz e me apercebi...

 

ISTO NÃO É UM TRAILER,
É O FILME TODINHO !!!!

\o/

 

e... hei-lo aqui, para todos o poderem ver e gostar (espero eu) como eu gostei ^_^

 

O Homem que copiava (2003)

 

Muito bom! Adorei!

:)

 

Ah, e nem de propósito, coincidência das coincidências, a actriz Luana Piovani (faz de Marinês) também participa. É que ainda no outro dia calhou ver uma entrevista num canal da SIC, que me impressionou bastante como pessoa (eu sei, eu sei, também é gira, mas não é só disso que tou a falar, oh! :P)

 

publicado por Koshdukai às 11:22
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|

:)

:pesquisar

 

:Tweetments... :P

:Agosto 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

:posts recentes ^ topo

: Hybrid Heart - A SciFi No...

: Feliz 2016! :D

: 2013 ...yah :)

: Feliz 2012 :)

: Em equipe que ganha não s...

: E foi sim senhor, foi mai...

: Um 2009 mais feliz :)

: Merry Xmas, oh oh oh! :)

: "Como Compreender as Mulh...

: E isto não é o telejornal...

:arquivos

: Agosto 2016

: Janeiro 2016

: Maio 2013

: Janeiro 2012

: Janeiro 2011

: Dezembro 2009

: Dezembro 2008

: Novembro 2008

: Outubro 2008

: Setembro 2008

: Agosto 2008

: Julho 2008

: Abril 2008

: Março 2008

: Dezembro 2007

: Novembro 2007

: Outubro 2007

: Setembro 2007

: Agosto 2007

:tags

: todas as tags

:mais sobre mim

:favoritos

: Clara no Metro

:subscrever feeds